Isekai Wa Smartphone to Tomoni (NL)

Volume 3

Capitulo 2: O Legado de Babilônia

Parte 2

 

 

“Tudo bem, agora…” Um dia se passou desde a nossa festa na praia, e eu tinha resolvido realmente fazer algum progresso para dar uma olhada dentro das ruínas submarinas. No entanto, eu não tinha absolutamente nenhuma ideia por onde começar.

“Se ao menos eu tivesse um feitiço que me deixasse repelir a água ou respirar sob ela…”

“Que tal construirmos um muro alto ao redor das ruínas e drenar toda a água…?” E como você espera que eu faça isso, Elze?

“Hum… eu acabei de pensar em algo…” Linze timidamente levantou a mão. Bem, isso é uma visão rara. Linze não costumava dar sua opinião com frequência. Por causa disso, presumi que ela deve ter tido algum tipo de ideia revolucionária.

“Então o que é? Se você tem uma boa ideia, vamos ouvi-la.”

“E-eu não sei se você pode chamar isso de ideia, mas… por que você não envia sua visão para lá com [Long Sense] …?”

“……Oh.” Certo. Não há nada que me impeça de fazer isso. Por que não pensei nisso? Eu sou retardado? Eu sem palavras dei um sinal de positivo para Linze e lancei [Long Sense].

Rapidamente lancei minha visão no mar e dei uma olhada dentro das ruínas. Hum… isto é…

“Então? Vê alguma coisa?”

“…Está muito escuro para ver…”

“Resolva isso, ué!” O empurrão verbal de Elze me fez enviar às pressas uma [Light Sphere] para lá.

Uma parte de mim pensou que o orbe de luz desapareceria uma vez dentro do mar, mas isso não aconteceu. Era uma preocupação boba, já que não era como se fosse um feitiço de Fogo ou algo assim.

Logo, o ambiente ao redor da minha visão desencarnada ficou brilhante. Eu movi a luz em sincronia com a visão, descendo as escadas.

Eventualmente, eu entrei em um grande salão. No centro, havia uma plataforma com um círculo mágico inscrito, cercado por seis pedestais. Cada um tinha uma pedra mágica embutida nele. Vermelho, azul, marrom, verde, amarelo e roxo – todas as escolas de magia, exceto Neutro, eram representadas por uma joia brilhante.

Fora isso, não havia nada notável. Sem baús de tesouro, sem inscrições – absolutamente nada. Era isso mesmo? Devolvi minha visão e contei a Leen sobre o que vi. A matriarca do clã das fadas cruzou os braços, parou um momento para pensar em algo e finalmente falou.

“Isso foi provavelmente um círculo de teletransporte.”

“E agora?”

“Acho que quando você ativa os seis elementos ao seu redor, o círculo mágico o transportará para outro lugar. Vai funcionar de maneira semelhante ao seu feitiço [Gate], eu acredito.”

Hum… Um dispositivo de teletransporte para movimento rápido entre locais, hein? Eu me pergunto se o nível do mar costumava ser mais baixo no passado… Talvez as pessoas usassem aquele lugar como meio de transporte normal? Talvez as ruínas só estejam abandonadas porque o nível do mar ficou mais alto?

“Eu gostaria de ativá-lo… Mas isso não é exatamente possível se não pudermos chegar lá. Acho que teremos que procurar por magia neutra que permita que você respire debaixo d’água e…”

“Meu mestre, se eu puder interromper por um momento.” Kohaku, que estava aninhado nos braços de Yumina, de repente falou e impediu Leen de continuar sua linha de pensamento.

“O que é, Kohaku?”

“Acontece que eu conheço alguém que pode ajudá-lo com sua situação.”

Nós nos afastamos da praia e nos aproximamos da área rochosa, onde Leen conjurou um grande círculo mágico.

“Você está ciente de que a magia de convocação não permite que você escolha quem você quer convocar, sim?”

“Não se preocupe, vamos misturar o poder mágico do mestre com o meu poderde espirito. Se fizermos isso, aquele que desejo trazer aqui certamente ouvirá e responderá ao chamado.” Kohaku afastou as palavras de Leen. Eu não tinha a menor ideia de que era uma opção. Achei que era apenas algum tipo de solução de caso especial.

“Mas mesmo assim… para convocar o Monarca Negro de todas as coisas… vou confessar que estou extremamente surpreso ao descobrir que o tigre aqui é o Monarca Branco, mas trazer outro dos Monarcas deve ser absolutamente impossível…”

“É melhor você parar o pensamento lógico quando se trata de Touya- dono, é.” Enquanto Leen murmurava, Yae gentilmente acalmou e deixou o círculo mágico.

“Convocá-los deve ser possível, mas não posso prever o que eles vão querer para que o contrato seja feito. Eles não são muito selvagens quando se trata de temperamento, mas podem ser bastante, bem… estranhos…”

“Eu continuo ouvindo você usar ‘eles’ e ‘eles’ ao se referir ao Monarca Negro… Ele não estará sozinho?”

“Como devo colocar isso… os dois formam a entidade conhecida como Monarca Negro. Bem, você entenderá assim que os convocarmos. Verdade o suficiente. Melhor acabar com a invocação em si.

Fiquei diante do círculo mágico e concentrei minha magia negra nele. Uma névoa começou a se formar no círculo, tornando-se cada vez mais espessa a cada segundo que passava. Logo, Kohaku se juntou à canalização mágica, carregando ainda mais a névoa. Aparentemente, a magia de Kohaku se chamava poder espiritual, mas eu não era de me importar com essas trivialidades.

“Ó Besta que governa o inverno, as águas, o norte e as montanhas. Atenda ao meu chamado. Preste atenção à minha convocação, apresente sua forma diante de mim. A névoa densa de repente liberou uma forte explosão de energia mágica. Ou talvez fosse Poder Espiritual, eu não sabia dizer. Assim como na vez em que convoquei Kohaku, pude sentir o… poder dominar meu entorno.

Assim que a névoa se dispersou, uma tartaruga gigante apareceu diante de mim. Tinha cerca de quatro metros de tamanho. Ou talvez fosse uma tartaruga. Ambos eram bem parecidos. Assim como qualquer tartaruga, também tinha apenas quatro patas. No entanto, tinha características que o distanciavam das tartarugas normais e o aproximavam de alguns kaijus de filmes de monstros. Mais especificamente, me lembrou daquele kaiju que podia voar pelo céu lançando jatos de sua concha. No entanto, aquele diante de mim não tinha as grandes presas daquele kaiju, e sua expressão não parecia tão ameaçadora.

Uma serpente negra estava enrolada em torno da coisa kaiju-tartaruga. Assim como a tartaruga, também era bem grande. Era maior que uma anaconda. Suas escamas brilhavam como pérolas negras e seus olhos dourados brilhavam intensamente. Aqueles olhos estavam fixos em Kohaku e em mim.

“Oh meu Deus … Então é realmente o Monarca Branco. Não te vejo há uma eternidade. Você está bem, querida?”

“Já faz um bom tempo, Monarca Negro.”

“Ah, qual é, querida. Eu não disse para você me chamar de Blackie?”

Cara, essa coisa com certeza parece despreocupada. Mas o que diabos está acontecendo com essa cobra? Sim, ele com certeza é amigável… mas talvez um pouco amigável demais. Sua voz soa meio grossa também… Me lembra uma drag queen estereotipada…

“E esse jovem rapaz é …?”

“Mochizuki Touya. Meu mestre.”

“Seu mestre?” A tartaruga de repente olhou para mim. Me senti como se estivesse sendo avaliado. Sua aparência me fez pensar que teria a voz de um senhor digno, mas cara a vida é cheia de surpresas. A tartaruga parecia mais feminina do que a cobra. Ele tinha uma aspereza afiada em seu tom, no entanto.

“Ter um humano como seu mestre… Oh, como os poderosos se rebaixaram, Monarca Branco.”

“Diga o que quiser. Ele logo será seu mestre também.”

“Não me faça rir!”

Kohaku respondeu calmamente à provocação da tartaruga. A cobra e a tartaruga agora olhavam para mim, a primeira com curiosidade, a segunda com raiva. Esta situação estava começando a parecer um pouco problemática.

“Muito bem, rapaz. Touya, não é? Vamos testar se você é digno de nos contratar.”

“Por mim tudo bem. O que eu tenho que fazer, no entanto?”

“Enfrente-nos em um combate mortal. Se você ainda estiver de pé e estiver com boa saúde até o pôr do sol, reconheceremos seu poder e permitiremos que você faça o contrato. No entanto, se você sair do círculo mágico, perder a consciência ou se tornar incapaz de nos atacar, poderá esquecê-lo completamente.” Não dizia nada sobre eu ganhar se eu os derrotasse. Eles provavelmente acreditavam que não havia como perder para mim. Kohaku havia mencionado que eles eram excelentes na defesa, então essa confiança provavelmente era justificada.

“Eu só tenho que ficar aqui até o pôr do sol, certo?”

“Sim. Você pode optar por correr, se quiser. Isto é, se você acredita que pode continuar correndo por tanto tempo.” A tartaruga respondeu com uma risada zombeteira. Sua arrogância estava começando a me irritar a essa altura.

O círculo mágico tinha cerca de vinte metros de diâmetro. Definitivamente era grande o suficiente para correr. No entanto, estava prestes a virar meio-dia, o que significava que eu teria que correr por seis a sete horas inteiras, e eu sabia que chegaria ao meu limite muito antes disso.

Então, novamente, esse foi provavelmente o plano do Monarca Negro. Mas não era algo que eu deixaria se concretizar.

“Tudo bem. Vamos lá.”

“T-Touya, você tem certeza que quer fazer isso?” Yumina olhou para mim, preocupação aparente em seu tom e olhos. Que garota gentil ela era. Eu a acalmei acariciando sua cabeça. Ela não tinha nada com que se preocupar, afinal.

“Não se preocupe, Yumina. Isso tudo vai dar certo, confie em mim.” Com essas palavras, entrei no círculo mágico. A tartaruga ainda estava rindo para si mesma e, bem, eu realmente não me importava mais.

“Você está surpreendentemente calmo.”

“De fato. Eu louvo sua coragem, criança. Comecemos!” Como para sinalizar o início da batalha, a tartaruga soltou um rugido ensurdecedor. Esse foi um comportamento kaiju exemplar, se eu já vi algum.

A vitória pertence a quem atacar primeiro!

“[Slip].”

“Hum ?!” Com um estrondo alto e um forte tremor, a cobra e a tartaruga caíram no chão. Considerando o quão grande eles eram, provavelmente os machucou muito.

Enquanto canalizava os efeitos do meu feitiço [Slip] , peguei minha bolsa de cintura, tirei uma única bala e apliquei magia a ela.

“[Enchant]: [Slip].” E assim, lancei outro feitiço, dando uma certa função à bala.

“Comece [Program] Condição inicial: Os efeitos de [Slip] desaparecem Lançar Feitiço: [Slip] Condição Final: O lançador original cancela o efeito Fim [Program].” Isso deve resolver.

“Guh !!!” A tartaruga estava tentando se levantar, então eu atirei a bala no chão logo abaixo dela.

“Gwaugh ?!” Ele caiu mais uma vez, causando outro terremoto. De novo e de novo, a tartaruga tentou se levantar, apenas para cair espetacularmente e fazer o chão tremer.

“Você… você é realmente mal, você sabia disso?” Leen olhou para mim. O desgosto em seus olhos era palpável. Eu vi Kohaku, rolando no chão e rindo alto ao lado dela. A visão parecia ter feito cócegas no tigre. Paula também estava rolando com as patas na barriga. Quanta programação essa coisa tem? Duzentos anos de código resultaram em algo realmente impressionante.

“Uma vez que os efeitos de [Slip] passam, outra instância do feitiço toma seu lugar. Quando aquele se vai, outro é lançado e, bem… é um loop infinito. Normalmente, o lançador ficaria sem magia para sustentá-lo em meros segundos.”

Tenho que agradecer à Paula por esta ideia maravilhosa. Fiquei inspirado ao vê-la ser perpetuamente atingida pelas ondas ontem. Minha regeneração mágica é maior do que o custo de sustentar o loop, então não há problemas nesse sentido.

“Agora, eu só tinha que esperar até o pôr do sol. Linze, você trouxe um almoço embalado, certo?

“Ah sim. Eu tenho alguns, mas…” Linze, claramente inseguro sobre como processar a situação, olhou para o Monarca Negro. Ei, eu não estou quebrando nenhuma regra ou algo assim.

“Como devo colocar isso… eu me sinto muito mal por eles…”

“Eu já vi Touya fazer coisas assim muitas vezes até agora, e eu acho que não faz sentido dizer isso, mas você deveria ser mais atencioso com seus oponentes… Tente ler o clima, quero dizer.” Uau, meus métodos estão realmente prejudicando minha reputação… Eu senti que era desnecessário, honestamente. Uma luta era uma luta, e se havia uma maneira segura de vencer sem quebrar as regras, era lógico escolher essa opção.

“Augh!” Um estrondo estrondoso ecoou novamente. Desembalei meu almoço e trouxe o sanduíche especial de Crea aos meus lábios. Porra, este é um bom sanduíche. Realmente não pode dar errado com presunto e queijo.

“Giuh!” Houve outra queda. A salada de legumes também é muito boa. Cara, o que ela colocou nesse molho? Delicioso!

“Grrr!!!” E outra queda.

“Ei vocês. Você poderia parar com isso? Estou tentando comer aqui.”

“Você é terrível!” Todos na vizinhança sentiram que tinham que gritar isso em uníssono para mim. O que, sério?

“Não zombe, pirralho insolente!!!” A serpente negra finalmente rugiu algo quando caiu pela enésima vez. Ele estava falando de uma maneira completamente diferente do que antes. Se você pode falar normalmente, então o que havia com os maneirismos da drag queen? Por que você faria um personagem?! Ele soltou uma bola de água pela boca aberta. No entanto, como a cobra disparou enquanto rolava pelo chão, a bola foi para uma direção completamente diferente e atingiu a barreira ao redor do círculo mágico.

Huh, isso realmente parecia perigoso. Aqueles fora do círculo estavam completamente seguros, mas estava claro que poderia me machucar muito se acertasse um golpe.

A tartaruga viu uma oportunidade e, enquanto estava no ar após uma queda, abriu sua grande boca.

“Coma isso!” Ele cuspiu água em mim, comprimido com tanta força que me lembrou um laser. No entanto, assim como a bola da cobra, disparou em uma área aleatória.

O feitiço se parecia com o de Linze [Aqua Cutter]. Eu sabia que aquilo poderia me machucar se acertasse.

[Slip] fazia a vítima cair se ela se movesse um único milímetro, o que significa que a primeira queda faria com que ela caísse repetidamente para sempre. Mirar e bater em mim era difícil, mas não completamente impossível.

“Acho que não tenho escolha. Eu vou fazer você cair ainda mais.”

“O-O quê ?!” Ambas as bestas que compunham o Monarca Negro gritaram em uníssono. Peguei minha bolsa, tirei duas balas, encantei-as e depois as carreguei na minha arma. Em vez do chão, no entanto, aqueles dois foram feitos para a cobra e a tartaruga.

“Nghuuaooooh!”

“Ngyaaaah!” Os dois começaram a escorregar ainda mais rápido do que antes, tirando deles qualquer oportunidade de ataques à distância. Estavam caindo tanto que parecia que estavam dentro de uma máquina de lavar invisível.

“O-O que você fez com eles?!”

“Hum? Eu simplesmente os acertei com um feitiço de aceleração.”

“Você é malvado.” Mais uma vez, todos ao redor sentiram a necessidade de me dizer isso. Foi [Accel], um dos meus feitiços Neutros. Era para aumentar a velocidade de movimento do conjurador, mas como acabei de demonstrar, não era impossível concedê-lo a outra pessoa. Normalmente, criava uma barreira mágica ao redor da pessoa afetada, mas me certifiquei de impedir que ela fosse ativada. O que, por que todo mundo está olhando para mim assim? Até Kohaku parou de rir. Em vez disso, o pequeno tigre ficou ali meio sorrindo sem jeito.

Acho que exagerei.

“Ohh…Ghohhhh…Está girando…O-O mundo está girando…”

“P-Por favor… Chega… Não quero mais cair… Não quero mais escorregar…” Sim, exagerei. Os olhos da serpente negra estavam virados para trás e sua cabeça estava pendurada, enquanto a tartaruga simplesmente não parava de chorar. Parecia que eles estavam botando ovos ou algo assim.

“Bem… Desculpe por isso. Acho que fui longe demais. Sério, eu me arrependo, eu juro.” Eu podia sentir os olhares frios de todos atrás de mim, como punhais nas minhas costas. Eles aceitaram a derrota e concordaram em fazer um contrato comigo, então acabei com o loop de [Slip]. No entanto, acalmá-los levou um bom tempo.

“Oh, isso foi realmente horrível… Eu posso ver por que o Monarca Branco aceitou você como mestre.” Mesmo agora, a cabeça da cobra estava balançando um pouco. A tartaruga já havia parado de chorar e agora olhava para mim de maneira estoica. Eu acariciei sua cabeça e me desculpei mais uma vez. Fechou os olhos e se abaixou diante de mim.

“Mochizuki Touya. Você é digno de ser nosso mestre. Então, por favor, faça um contrato conosco.” Com essas palavras, a tartaruga e a serpente curvaram suas cabeças para mim.

“Uhh… eu tenho que nomear você, certo?”

“Sim. Por favor nos dê bonito esplêndido nomes, querido.”

Kohaku de repente entrou na conversa sobre o assunto em questão.

“Apenas ‘Cobra’ e ‘Tartaruga’ seriam mais do que suficientes para esses dois.”

“Cala essa boca, valentão! Está querendo briga ou algo assim?!” As palavras do tigre fizeram a cobra mostrar suas presas e cuspir veneno verbal. Seu verdadeiro eu estava aparecendo novamente.

Eu decidi ficar calado sobre o fato de que na verdade eu ia chamá-los de Cobra e Tartaruga. A reação da cobra me fez perceber que teria sido uma má ideia. Eu também presumi que “Cobrinha” e “Tartaruguinha” também não funcionariam.

Assim como o Monarca Branco é Byakko, o Monarca Negro é claramente Genbu, a Tartaruga ou Tartaruga Negra que representa a água…

“Tudo bem, está decidido. Kokuyou e Sango.”

“Kokuyou?”

“Sango?”

Quando vi esses dois, o que me veio à mente foi “preto” e “água”. Então dei à cobra o nome de Kokuyou, em homenagem à obsidiana, e à tartaruga Sango, em homenagem ao precioso coral. Também combinava com o tema de pedras preciosas que dei a Kohaku. Afinal, o nome daquele tigre significava âmbar.

“Você gosta disso?”

“Terei prazer em usar o nome Kokuyou.”

“É o mesmo para mim. Agora vou responder pelo nome Sango. Use-o como achar melhor.” Fiquei feliz por eles terem concordado. Com seus nomes definidos, as feras invocadas agora podiam deixar o círculo mágico. Sango rastejou lentamente pela barreira.

“Ei, espere um momento, Monar Negro – Não, Sango e Kokuyou. Podemos ficar neste mundo por causa da magia do nosso mestre. No entanto, suas formas atuais causariam problemas para ele. Você deveria mudar para algo mais simples.”

“… Sério?”

“Então devemos nos tornar pequenos, como o Monar Branco – como Kohaku, não é? O que você quiser, mestre! Aqui!” Sango e Kokuyou reduziram instantaneamente seu tamanho. Houve até um efeito sonoro “pop”.

Eles haviam se tornado coletivamente uma tartaruga terrestre de uns trinta centímetros de comprimento, com carapaça preta e uma cobra preta de tamanho normal enrolada nela. Era uma… aparência relativamente normal, até você notar que eles estavam flutuando no ar.

“Você pode flutuar?”

“Só quando somos tão pequenos. Também não podemos nos mover especialmente rápido.” Sango começou a nadar pelo ar. É verdade que ele não era rápido em nenhum sentido da palavra. Parecia a mesma velocidade de caminhada humana padrão. Mas cara, ver uma tartaruga nadando no ar foi uma visão surreal…

Ainda assim, naquele tamanho não haveria problema em trazê-los comigo.

“Tudo bem, Sango e Kokuyou. Vamos ficar juntos.” Eles chegaram perto do meu ombro e eu dei um tapinha em suas cabeças com a ponta dos dedos.

“Eu, Sango, farei o meu melhor para apoiá-lo.”

“O mesmo aqui. Eu vou te ajudar muito, mestre.” Isso foi bom, porque eu tenho exatamente um trabalho para eles.

“Então, temos que permitir que você respire debaixo d’água?”

“Sim. Você pode?”

“Claro. Ninguém pode chegar perto de nós quando se trata de proteção.” A parte da respiração estava resolvida, mas pode ter havido outros perigos. Decidi que primeiro iria lá sozinho e ativaria todas as pedras mágicas. Como eu tinha afinidade com todos os elementos, isso não era um problema para mim. Ao usar o círculo mágico e ver onde ele leva, eu abria um [Gate] e deixava todos se juntarem a mim.

Isekai wa Smartphone to Tomoni Volume 3 Capitulo 2 Parte 2 Romance Leve

 

“Se algo acontecer, use um [Gate] para retornar imediatamente, ok?” Enquanto Elze e os outros expressavam sua preocupação, eu dei as costas para eles e entrei na água com Sango e Kokuyou ainda no meu ombro. Uau, meus pés não estão ficando molhados. Parecia haver uma barreira mágica a cerca de um centímetro de distância do meu corpo. Sango e Kokuyou já estavam me impressionando.

Entrei na água com um respingo. Logo, a água chegou ao meu pescoço e, um momento depois, eu estava completamente submersa.

0 0 votes
Qualificação do Capítulo
Subscribe
Notify of
guest
This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments