Isekai Wa Smartphone to Tomoni (NL)

Volume 5

Capitulo 2: O Mar das Árvores e as Montanhas Cobertas de Neve

Parte 1

 

 

A festa de fundação ocorreu sem problemas, e logo uma sensação de paz começou a cair sobre Brunhild.

Apesar de ter demorado um pouco devido a vários problemas, finalmente dei a Lu um anel de noivado. Eu definitivamente não poderia me dar ao luxo de adiá-lo por mais tempo. Sem mencionar que teria sido extremamente rude não colocar formalmente um anel nela.

Mesmo que ela agisse como se não se importasse com a demora, Lu agradecida e felizmente aceitou o que eu dei a ela. O anel era idêntico aos que eu havia dado aos outros, até o design e os efeitos mágicos.

“Agora posso finalmente manter minha cabeça erguida e proclamar que sou a noiva de Touya, meu homem incrível!” Senti uma pontada de culpa tomar conta de mim quando olhei para ela sorrindo. Eu definitivamente não deveria ter adiado tanto.

Estávamos todos felizes sentados juntos em uma mesa na varanda quando Leen apareceu com Paula a tiracolo. Sua expressão era grave.

“Houve outro avistamento de Phrase. Um apareceu dentro do Mar das Árvores. A tribo que morava lá enviou um pedido de ajuda a Mismede.” Todos de repente pularam de seus assentos em pânico. Exceto Lu, que não tinha ideia do que isso significava.

“E o que aconteceu com isso? Foi derrotado?” perguntou Yumina.

“Receio que não. Ainda está lá agora, demolindo a aldeia tribal e transformando todo e qualquer indivíduo que entra nas proximidades em picadinho. Pelo que entendi, tem uma forma enorme de aracnídeo.”

Uma Phrase de aranha gigantesca? Eu me pergunto se está no mesmo nível que a Arraia Phrase que encontramos um tempo atrás… E se for ainda mais forte? Se for esse o caso, então [Apport] não fará o efeito… Eu gostaria de tentar esmagá-lo usando [Gravity], no entanto.

“Vamos então. Não sei se podemos derrubá-lo, mas temos que pelo menos tentar. Não apenas isso, nós podemos—”

“Se tivermos sorte, podemos encontrar aquele garoto novamente.” Eu balancei a cabeça para o comentário de Leen. Era como se ela tivesse lido minha mente.

Ende. O jovem misterioso que havia esmagado tão facilmente a Phrase Arraia contra a qual não tínhamos chance. Eu queria saber o que ele quis dizer quando falou da “Phrase Soberana”. Aquele cara sabia de alguma coisa, ele tinha que saber.

“Vamos para a Babilônia e traçar o curso para o Mar das Árvores.” Começamos nossos preparativos para enfrentar essa nova Phrase.

“Criaturas de cristal que destruíram as civilizações antigas?” Estávamos viajando para o Mar das Árvores em nossa Babilônia, então decidimos explicar a situação para Lu enquanto tínhamos a chance.

Venha para pensar sobre isso, quem são mesmo a Phrase? Agora estou apenas supondo que eles foram selados em alguma área do espaço, e essas lágrimas na realidade são por onde eles estão escorregando quando a barreira que os mantém contidos se rompe. Então agora eles estão finalmente retornando ao mundo depois de milhares de anos… Provavelmente, eu acho. Se eu acredito no que Ende tinha a dizer, então as criaturas estão procurando por seu líder, a Phrase Soberana. Mas pensando sobre isso, tudo o que eles estão fazendo é matar tudo em sua vizinhança. Há mais do que isso, ou é apenas uma matança sem sentido? Espere, o que aconteceu todos esses anos atrás? Quem os selou em primeiro lugar, se eles estão realmente selados. De onde veio a Phrase? Eu não tenho nenhuma resposta aqui! Ende… ele provavelmente sabe. Ele sumiu da última vez sem uma explicação, mas eu vou fazê-lo falar se ele aparecer de novo…

“Mestre, chegamos ao nosso destino.” Cesca me chamou e exibiu uma cena de baixo no computador monolítico. Uma enorme besta de cristal estava atacando a floresta. Era um monstro aracnídeo com oito pernas finas e afiadas. Aquelas pernas estavam cortando árvores como se fossem manteiga, espetando membros de uma aldeia tribal que por acaso vivia lá embaixo o tempo todo.

“É um grande. Mais ou menos do mesmo tamanho que o último que encontramos,” eu disse.

“Verdadeiramente, é. Estou apenas agradecido por este não parecer ter o poder de voar, estou.” Eu estava tão agradecido quanto Yae. Lutar contra a Manta Phrase era uma tarefa enorme porque estava voando acima das areias do deserto. A floresta era menos aberta, então tínhamos mais pontos cegos para nos esconder. Só precisávamos ter certeza de que nenhuma daquelas árvores gigantes nos esmagasse ou algo assim.

“Precisamos nos apressar, agora. Ou a aldeia estará completamente perdida se não agirmos.” Enquanto nos preparamos para chegar à superfície, vimos as mulheres da tribo atirando flechas e invocando magia contra a Phrase Aranha.

No entanto, ele minimizou seus ataques como se eles não fossem nada. Enquanto rugia, a criatura absorveu toda a magia nas proximidades, incluindo todos os feitiços que a tocaram. Parecia funcionar de uma maneira diferente do Drainbracer, e não era um efeito anulador como o do Lorde Demônio, mas de qualquer forma era um poder perigoso que convertia a energia mágica usada contra ele em mais combustível.

As mulheres tribais bronzeadas brandiram espadas curvas e tentaram enfrentá-lo mais uma vez, mas a Phrase simplesmente balançou um de seus membros afiados e os estripou.

“Isth! Miyohmanah, Tacohdeejeekah! Garinoh!” Uma jovem tribal gritou o que parecia ser ordens, mas eu não conseguia entender o que ela estava dizendo. Era estranho para mim que eu não a entendesse, já que eu meio que presumi que Deus havia me dado um corpo onilíngue ou algo assim.

De qualquer forma, ela parecia ser a líder deles. Ao seu comando, as meninas empunhando arcos recuaram imediatamente. Parecia que eles estavam tentando criar uma formação de flanco para deixar os não-combatentes recuarem.

Uma das pernas da enorme criatura ergueu-se de repente no ar, depois disparou em direção à mulher que gritava como uma lança lançada.

“[Accel Boost]!” Eu acelerei pelas árvores como um louco, tirando a espada grande de mithril do [Storage] enquanto investia. Bem a tempo de impedi-la de ser empalada, interceptei a perna da criatura e a desviei da garota. Em um flash, eu a agarrei e a peguei em meus braços. Seus olhos se arregalaram de surpresa quando eu pulei para trás, colocando uma grande distância entre nós e a Phrase Aranha.

Eu a coloco no chão, brandindo minha lâmina mais uma vez.

“Chegue à segurança, concentre-se na evacuação e… você não tem ideia do que estou dizendo, não é?” Tentei apontar para ela, e depois para a floresta mais profunda, na tentativa de explicar através de sinais. Ela não entendeu ou me ignorou, optando por caminhar até mim.

“Emo. Ortettkoeecheeh. Merko! Sahnatoanehko! Boko boko !”

“N-Não, eu não consigo entender você…” Eu finalmente tirei um momento para dar uma boa olhada na garota, e percebi que ela era muito a imagem de uma guerreira. Ela empunhava um machado em uma mão e estava decorada com tinta vermelha de guerra por todo o corpo.

Ela tinha uma pele morena bronzeada de aparência saudável, mas eu estava um pouco nervoso com o quão pouco ela estava vestindo. Apenas um único pedaço de tecido prendia seu peito, e sua parte inferior do corpo estava coberta por uma tanga grosseiramente construída. Ela tinha sapatos parecidos com sandálias e envoltórios melhorados em suas mãos, mas ela estava praticamente lutando seminua! Algo me deu a impressão de que essas tribos viviam uma vida muito diferente das grandes cidades.

Essa garota deve ter mais ou menos a mesma idade que eu, mas ela está carregando alguns recursos incríveis… Eles estão praticamente se debatendo e pedindo para serem libertados por trás daquela amarração no peito que ela está usando! Rapidamente percebi que estava olhando um pouco para o sul, então imediatamente corrigi a situação.

“Emohoomaynaggredo! Ohcheenakuhoho! Kakanoha! Kellesohrise!” Ela estava reclamando e delirando sobre uma coisa ou outra, mas eu não podia dizer o que ela queria dizer. Eu me perguntei se ela estava com raiva de mim por estar olhando.

Afastei esses pensamentos da minha mente e peguei minha espada na mão. Era hora de enfrentar o inimigo. Apontei para uma de suas pernas… E, no momento em que minha lâmina se inclinou em direção a ela, ativei [Gravity]. A perna fina foi reduzida a meros fragmentos sob o peso super reforçado da minha espada larga.

“Incrível, realmente funcionou!” Infelizmente, a perna quebrada se regenerou em segundos. A criatura havia absorvido toda a magia que as pessoas usaram contra ela algum tempo atrás. Assim como eu imaginei, a única maneira derrotar essa coisa séria destruir o núcleo.

Havia três núcleos em sua cabeça, todos alinhados. Eles brilhavam em um laranja fraco, muito parecido com os núcleos da Manta Phrase em meu último encontro.

“Linze, Leen! Dê a ele a velha dobradinha de gelo!” Enquanto eu gritava, os dois começaram o encantamento para lançar [Ice Rock], e um pedaço enorme pousou na aranha de cima. A Phrase Aranha mergulhou seu corpo por um breve momento, mas começou a resistir ao peso, empurrando para cima com um som alto de esforço. Desculpe amigo, mas não posso deixar você fazer isso.

Eu pulei até o bloco de gelo caindo sobre ele, então ativei [Gravity] para aumentar o peso do bloco dez vezes.

Um rangido lento ecoou enquanto a Phrase da Aranha soava, e então ouvi um novo barulho. O som de gelo quebrando. A enorme rocha foi incapaz de suportar seu próprio peso e começou a se estilhaçar. Francamente, fiquei surpreso por ter aguentado tanto tempo para começar.

O gelo cedeu, chovendo em camadas finas. A Phrase Aranha, liberada da força esmagadora, saltou alto no ar. Cronometrando meu ataque enquanto caía em direção a ela, ativei [Gravity] na minha espada larga e a lancei na criatura.

“Quebre em pedaços, seu bastardo!” Acertei a Phrase da Aranha com tanta força que o chão começou a tremer.

Um som de quebra ecoou quando o monstro se dividiu em milhares de pedaços, e ainda estava de pé. Independentemente disso, eu havia quebrado a cabeça, expondo os núcleos entre os fragmentos arruinados. Usando Brunhild, eu atirei em rápida sucessão.

“Guh…” De alguma forma, eu tinha feito isso. Foi muito mais fácil do que da última vez, também. Mas acho que eu tinha que agradecer a [Gravity] por isso. Teria sido melhor se eu usasse o feitiço na Phrase diretamente, mas mendigos não podem escolher. Olhei para minha espada larga, notando que a lâmina de mithril havia sido dobrada deformando sua forma.

“Emoh … Nonamehotoh?” A garota de pele morena murmurou algo, olhando com espanto abjeto. Eu não tinha ideia do que ela estava dizendo, mas suas expressões falavam maravilhas e surpresa.

Olhei em volta para verificar os feridos, me encontrando olhando para um campo de pessoas caídas. A situação era ruim.

“Marcar Alvo. Alveje qualquer pessoa ferida em um raio de quinhentos metros. Invoque [Cure Heal].

“Entendido. Alvos marcados. Invocando [Cure Heal].” A voz zumbiu do meu smartphone quando uma luz mágica envolveu os feridos, gentilmente cuidando de seus ferimentos. Aqueles que tinham ferimentos visíveis rapidamente se viram sem feridas abertas.

A jovem, ao ver minha feitiçaria, correu em direção a seus aliados caídos.

“Meu, meu, isso foi um grande feito.” Leen caminhou até mim, admirando os destroços enquanto passeava. Ela estava certa. Eu me perguntei como eu tive algum problema com a Phrase Manta. Isso quase parecia fácil demais.

Leen pegou dois pedaços da Phrase da Aranha morta e os bateu levemente um contra o outro. Depois disso, ela bateu firmemente os dois fragmentos um no outro. Eles se estilhaçaram como vidro.

O que está acontecendo?

“Parece que o corpo de uma Phrase é tão frágil quanto vidro. Que pena… Achei que poderíamos construir um bom armamento a partir dele.

Hmph… Ela tinha razão. Se tivéssemos uma arma que pudesse rivalizar com a firmeza do corpo de uma Phrase, até Elze ou Yae seriam capazes de enfrentar uma. Bem, parecia que toda e qualquer resistência era drenada de uma Phrase após a morte. Gostaria de saber se podemos coleta-lo para vidraças ou algo assim…

“Ei Leen, o que torna esses caras tão resistentes em primeiro lugar…? Pode ser que eles estejam usando magia de fortificação ou algo assim?”

“…Ah, pode ser isso! Defesa mágica usando magia como defesa?! Se operarmos sob a suposição de que a Phrase tem atributos especiais que permitem que eles recebam magia e os apliquem para benefício pessoal, então…” Leen pegou mais dois fragmentos em suas mãos. Desta vez, ela fechou os olhos para canalizar um pouco de magia nas peças, então as bateu firmemente uma contra a outra. Um barulho ecoou, mas as peças permaneceram intactas.

“Incrível, é como eu pensava… O próprio corpo da Phrase é quase como uma pedra mágica. Mas o que o diferencia de uma pedra mágica é que a Phrase é muito mais apta a absorver poder mágico. Eles são quase cem por cento eficientes em absorver magia, mesmo! Eu não tinha ideia do potencial envolvido aqui…”

“Eu não entendo completamente. Simplifique um pouco para mim.” Leen estava tagarelando sobre algo que eu não entendia completamente, mas o que mais havia de novo?

“Para simplificar, se você derramar magia neste material, ele endurecerá a um nível que corresponde à magia absorvida. Ele se regenera porque armazena qualquer excesso de poder mágico para usar como energia de reserva. A casca pode reabastecer constantemente até que a mana dentro dela seja drenada completamente.”

Eu não tenho ideia de como processar isso… Ela está dizendo que eu poderia criar algum tipo de armadura ultra resistente de regeneração constante com isso? Espere, se eu forjar uma arma com essa coisa, ela será indestrutível enquanto minhas reservas de mana não ficarem vazias, certo? Provavelmente ficará mais pesado quanto mais magia eu colocar nele, mas eu tenho [Enchant] e [Gravity], então isso não significa nada para mim! Cara, acabei de ganhar na loteria!

“Marcar Alvo. Detritos da Phrase de aranha, incluindo os pequenos fragmentos. Lançar [Storage].”

“Entendido. Alvos adquiridos. Invocando [Storage]. O círculo mágico se espalhou pelo chão em uma área ampla, cobrindo todos os lugares onde a concha da Phrase da Aranha havia caído. Todos juntos, os fragmentos afundaram no nada como se fosse afundar na água. Com isso, todos os materiais foram recuperados.

Se eu soubesse o quanto essas coisas eram valiosas no deserto, eu teria coletado as peças da Manta Phrase também… Ah, bem, você não pode ganhar todas.

***

 

 

“Yee. Emo.” Eu me virei para encontrar a garota bronzeada olhando para mim. Eu não tinha ideia do que ela queria agora.

“Eu já te disse, eu não falo a sua língua!” Enquanto eu pensava em como fazer com que ela me entendesse, Leen de repente interveio.

“Ela está perguntando se você é quem curou os feridos.”

“Espere, você pode entendê-la?” Olhei para Leen, espantado que ela pudesse entender. Talvez haja algum tipo de padrão para a linguagem…?

“Você está ciente de que eu sou mais velha do que minha aparência sugere, não é? Há até mesmo aqueles em Mismede hoje que falam a língua materna da Tribo Rauli.”

Ah sim… ela disse que a tribo pediu ajuda de Mismede. Teria que haver alguns intérpretes no governo de Mismede para que isso fizesse sentido.

Leen virou-se e conversou com a morena.

“Hm, seu nome… er… Ontoh, Nomoho?”

“Pam.” Então, a garota se chamava Pam.

Era meio doloroso ter que ouvi-los sem entendê-los completamente. Leen começou a conversar livremente com Pam sobre várias coisas na língua tribal, mas eu não tinha ideia do que eles estavam dizendo. Foi um pouco preocupante. Pam continuou me lançando olhares durante a conversa, às vezes com uma expressão de espanto no rosto. Isso foi ainda mais preocupante.

“Ende não apareceu afinal, hein?” Eu pensei com certeza que ele apareceria ao próximo da Phrase, mas aparentemente eu estava errado. Talvez eu tenha interpretado mal suas intenções, e ele nem sempre estaria por perto para detê-las.

“Até causou um grande alvoroço e destruiu o lugar, no entanto…” Dei outra olhada na área ao meu redor. Havia panos esfarrapados, prédios em ruínas e outros restos de uma aldeia outrora pacífica espalhada entre árvores arrancadas e carnificina geral.

Os aldeões aqui pareciam fazer suas casas nas árvores, construindo no alto dos galhos. Eles se moviam de árvore em árvore usando pontes suspensas de corda.

A floresta era densa aqui, quase como uma floresta tropical, então a luz do sol só brilhava através do dossel em áreas onde a Phrase da Aranha tinha entrado em fúria e derrubado árvores.

“Parece que várias pessoas faleceram…” Lu olhou para um grupo de mulheres em luto, parecendo bastante aflita. Quando olhei para as pessoas chorando segurando os pedaços de seus antigos amigos e familiares, o arrependimento me percorreu. Se eu tivesse sido mais rápido.

“É uma pena que não haja mágica para trazer as pessoas de volta do outro lado…” Murmurei essas palavras baixinho, e Linze de repente falou de perto.

“Isso não é necessariamente verdade. Um feitiço como esse existe…”

“O que?!” Espere, há seriamente uma maneira de trazer os mortos de volta? Espere, espere, por que estou tão surpreso? Isso não aconteceu comigo?!

“O nível mais alto da Magia de Luz pode ressuscitar os mortos… Mas as consequências de fazê-lo são graves.”

Consequências? O que, você precisa cumprir certas condições ou algo assim? Não é como aquele RPG onde você tem que doar para a igreja, é? Não é como se o dinheiro realmente fosse para Deus, de qualquer maneira…

“Para começar, o corpo deve estar fresco. Significando que uma hora não deve ter passado desde a morte. Em segundo lugar, o corpo deve estar intacto. Nada que possa impedir um corpo funcional pode estar presente no sujeito. Por último, uma quantidade obscena de poder mágico é necessária. Assim como uma quantidade obscena da própria força vital.”

“Força vital?”

“Para ser franco, estou me referindo à própria vida que flui dentro de uma pessoa. Ressuscitar alguém não é uma tarefa trivial. Através deste método, o conjurador deve arriscar parte de sua vida para realizar o ritual. Há uma chance de o conjurador morrer.”

Isso soa realmente arriscado. Acho que não é um método que alguém poderia empregar a menos que estivesse absolutamente pronto para arriscar sua vida por outra pessoa. Mas, pensando bem, essa pode ser a determinação necessária para devolver a vida a alguém. No meu caso, o preço que paguei para voltar à vida foi perder completamente meu velho mundo. Eu realmente não quero pensar sobre esse assunto agora, no entanto… Me deixa triste pensar sobre isso.

“Além disso…” Eu tinha notado um tempo atrás, mas havia um monte de mulheres entre a tribo. Perguntei-me onde estariam os homens. A Phrase Aranha já havia matado todos eles? Enquanto eu refletia sobre isso, Leen se aproximou e respondeu à pergunta sobre a qual eu estava pensando.

“A Tribo Rauli é formada apenas por membros do sexo feminino e são um povo guerreiro. Os machos são proibidos aqui. A jovem guerreira de antes, Pam, é a neta da matriarca do clã.”

Espere o que, eles são como amazonas ou algo assim? Não esperava encontrar esse tropo por aqui…

Pelo que Leen me contou sobre a tribo Rauli, as meninas partiram para sequestrar homens assim que atingissem a idade fértil. Eles então usariam o homem para… propósitos bastante óbvios.

Se a criança nascida dessa união fosse um menino, ele e seu pai seriam removidos da aldeia. Se a criança nascesse mulher, o pai seria expulso sozinho e a tribo criaria coletivamente a menina. Era exatamente como eles lidavam com crianças, parecia. De qualquer forma, o pai foi expulso. Mas aparentemente mais de cem anos atrás, eles matariam o homem depois de pegar sua semente, então talvez isso fosse preferível…

Quando Leen me contou a história, estremeci um pouco. O homem dentro de mim estava apavorado, o que foi amplificado pelo fato de que Pam estava me encarando por algum motivo. O que estava acontecendo por trás daqueles olhos dela…?

“O que?” Olhei Pam de lado, e ela de repente saltou para frente, saltando no ar direto para mim!

“O que… ?!” Ela me assustou, mas acabou sendo bem mais leve do que eu esperava, então pegá-la foi bom. Fui pego de surpresa pela sensação de sua pele macia, mas no momento seguinte a dor atravessou meu corpo, começando no meu pescoço.

“OwwwaaaAAAAaugh ?!”

ELA ME MORDEU?! POR QUE ELA ESTÁ ME MORDENDO?! ISSO DÓI! ELA É UM MACACO OU ALGO ASSIM? SAIA DE MIM! Movi minha mão para tentar arrancar a cabeça de Pam de cima de mim, mas ela desistiu por vontade própria imediatamente.

Eu coloquei minha mão no meu pescoço e com certeza, ela tinha tirado sangue.

Que raio foi aquilo?! Pam de repente riu para mim e girou nos calcanhares antes de sair correndo. Não realmente, o que diabos foi isso?! Todos os outros Rauli na área que viram o que aconteceu levantaram suas vozes em uma gargalhada também.

-Touya, você está bem? Linze veio e curou a ferida sangrando no meu pescoço. Aah, dói como o inferno!

“Parece que ela gostou de você.”

“Como é?!” A observação repentina de Leen me deixou cambaleando. Como diabos morder meu pescoço até sangrar pode ser interpretado como um gesto afetuoso? Normalmente esse tipo de comportamento estava associado ao ódio, certo? Geralmente de um animal selvagem ou um cão vadio.

Eu não podia acreditar que outra pessoa tinha acabado de me morder assim. Decidi que o melhor curso de ação seria recuar. A situação era muito estranha, e todos os Rauli começaram a me olhar de um jeito estranho também… Eu não tinha ideia do que estava acontecendo com isso. Abri um [Gate] e voltei para a Babilônia. De lá, peguei Cesca e Rosetta e voltei ao castelo de Brunhild em um piscar de olhos.

Isekai wa Smartphone to Tomoni Volume 5 Capitulo 2 Parte 1 Romance Leve

 

“Aaaah, mestre. Bem -vindo de volta!” Ripple estava pendurada na metade do porta-retrato no meio do patamar. Esse tipo de coisa praticamente se tornou a norma para nós neste momento.

“Ei Ripple, obrigado. Eu perdi alguma coisa?”

“Uhm, você teeeem. Temos um convidaaado!”

Um convidado? Sério? Imagino quem poderia ser…

***

 

 

“Ah, Tsubaki? O que te traz aqui?”

“Faz algum tempo, de fato.” As garotas disseram que queriam se lavar, então eu me separei delas e fui para a sala de audiência sozinha. Esperando para me cumprimentar estava Tsubaki, uma kunoichi de Eashen. Ela se ajoelhou no tapete vermelho e olhou para mim. Ela usava um casaco branco com um lenço preto. Parecia que ela estava bastante desgastada em geral, indicando que ela tinha viajado muito para chegar aqui. Seu cabelo estava tão longo e preto como sempre, nenhuma mudança real ali.

“O que você está fazendo tão longe de casa? Você está trazendo um recado ou algo assim?” Tsubaki era uma ninja que serviu sob Kousaka Masanohbu, um dos Elite dos Quatro Takeda. Seria normal supor que ela estaria fora em uma missão, mas esta era uma distância considerável para vir de Eashen.

“Não. Minha fidelidade ao Clã Takeda foi formalmente quebrada. Posso estar pedindo demais vindo aqui, mas tomei a decisão de me juntar ao seu ducado.

“O que?” Tsubaki contou sua história para mim. Ela disse que uma vez que o novo senhor de Takeda assumiu, tudo ficou um pouco caótico por um tempo. Mesmo assim, ela serviu obedientemente até que um dia Kousaka a convocou. Ele disse a ela: “Se as coisas continuarem como estão agora, não tenho esperança para o Clã Takeda. Você deve sair com seus compatriotas e encontrar outra casa digna para servir.” Tsubaki inicialmente protestou, mas Kousaka acabou expulsando-a. Ele estava tão confiante sobre o quão grave era a situação.

“Quando foi isso?”

“Cerca de dois meses atrás, eu acredito. Depois disso, comecei uma jornada pessoal.” Fiquei surpreso com isso. Parecia que Kousaka tinha uma previsão incrível, até mesmo prever isso com tanta antecedência… Ele deve ter sido um cara incrível.

Mencionei a Tsubaki que Baba esteve aqui recentemente e falou sobre suas opiniões sobre o assunto, e ela concordou com a cabeça.

“De fato, por causa da situação terrível, Kousaka-sama me removeu…”

“Mas por que eu, de todas as pessoas? Você não poderia ter desertado para Tokugawa ou Oda?”

“Tokugawa e Oda são apenas senhores feudais no final. Mas você, Touya-san… Er, Touya-sama… você é um indivíduo excepcional que pode muito bem se tornar o próximo rei de Belfast. Eu vim em sua direção pensando que você era incomparavelmente superior! E agora descubro que já se tornou chefe de estado! Um grão-duque! Você está realmente além da compreensão mortal.” Durante sua viagem a Belfast, ela ouviu histórias sobre a fundação do meu ducado. E assim, uma vez que ela percebeu que eu era o responsável e que agora estava morando aqui, ela fretou um barco pelo rio Grande Gau para conseguir uma audiência comigo.

“Bem, muitas coisas aconteceram aqui também, mas, uh… Você realmente quer trabalhar aqui? Este não é um país grande como Belfast ou algo assim. Estamos bem no começo.”

“É claro. Se você me aceitar, Touya-sama, eu serviria orgulhosamente sob você.” Se Kousaka estava bem com isso, então eu estava bem com isso também. Honestamente, o recente aumento de aliados estava me deixando um pouco feliz. Meio que me deixou esperançoso de que a Elite dos quatro Takeda viria e ficaria também eventualmente.

“Muito bem, se você pudesse, por favor, trazer o restante dos meus membros do clã para o seu castelo, eu agradeceria…”

“Espere um segundo. Seus membros do clã?

“É claro. É minha intenção que todo o meu clã ninja do território de Takeda venha aqui.”

Ela está falando sério?! Espere… claro, Kousaka disse “saia com seus compatriotas”, mas falando sério, realocar um clã inteiro de ninjas assim?!

“Uh… quantas pessoas há em seu clã, exatamente?”

“Se incluirmos as crianças, então são quase setenta.”

“Gh…!” Não é um pouco demais?! Como você planejou mover tantas pessoas sem mim?! E se eu estivesse morto ou desaparecido ou algo assim?! Eu realmente não queria aceitar mais do que Tsubaki… mas não posso voltar atrás agora.

Isekai wa Smartphone to Tomoni Volume 5 Capitulo 2 Parte 1 Romance Leve

 

“Uhh… bem, sobre isso… eu não tenho nenhum problema em aceitar seu povo em meu país, mas eu só posso realmente traze-los ao meu castelo, Tsubaki.”

“Isso não seria nenhum problema. Todos os orgulhosos membros do clã ninja trabalham em trabalhos padrão no dia-a-dia. Afinal, eles têm que ganhar a vida.”

0 0 votos
Qualificação do Capítulo
Tenha em Mente
Notifiquem-me
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments